Interesses profissionais: qual é o seu? - Flávio Hastenreiter - Terapia Cognitivo-Comportamental
702
post-template-default,single,single-post,postid-702,single-format-standard,bridge-core-1.0.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-18.0.9,qode-theme-bridge | shared by vestathemes.com,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 

Interesses profissionais: qual é o seu?

Orientação Profissional - Flávio Hastenreiter

Interesses profissionais: qual é o seu?

Quais são seus gostos? Que atividades, que assuntos, que objetos, que profissões costumam despertar uma atitude favorável em você? Você gosta de desafios ou prefere lidar com situações mais previsíveis? Está disposto a ter que enfrentar algumas frustrações ou não?

Quando se escolhe uma atividade e/ou esporte, significa uma inclinação, gosto por uma atividade, diversão, ocupação ou tarefa que pode estar relacionada com uma profissão ou curso. Com o andar dos anos, os interesses podem mudar em função de fatores internos e externos, tais como: atividades de lazer, o “hobby”, coleções, ocupação com pessoas, plantas, animais, números, negócios, letras, debates, artes, e outros mais. Os fatores internos estão ligados à formação/educação, sentido do trabalho na vida, tanto para si como para a sociedade e o idealismo sempre presente na vida de todos os cidadãos. Na prática, há interesses bem conhecidos pelas pessoas, porém existem, também, outros que não são.

Há diversas formas para investigar a concentração dos interesses além da reflexão pessoal. São os chamados questionários ou inquéritos que os orientadores profissionais podem utilizar para informar a cada interessado, de forma objetiva, algo que pode estar confuso ou desconhecido.

Fonte: Bortolini & Guidolin – PUC-RS